A Viagem

[RE]CONSIDERE – A VIAGEM

Para promover o debate sobre Educação, nosso coletivo documentará 12 projetos de pedagogia libertária pela América do Sul.

Uma web série sobre Pedagogias Libertárias.

Nosso coletivo acredita que as transformações pelas quais o Brasil precisa passar só serão possíveis e sustentáveis se tivermos uma verdadeira revolução paralela na área da Educação.

Colabore aqui.

Educação AlternativaPedagogia Libertária. Esses termos te dizem alguma coisa?

O Reconsidere, coletivo sem fins lucrativos criado para debater Educação de maneira séria e profunda, e com a urgência que o tema pede, navega sobre uma certeza: a de que o nosso atual sistema de ensino – com escolas do século XIX, professores do século XX e alunos do século XXI – precisa ser repensado.

vVb5R9Y.jpg

Sempre nos perguntamos: qual é, afinal, a Educação que as pessoas querem?

Já faz algum tempo que Educação virou sinônimo de escola, que trata o professor como único detentor do conhecimento, e o aluno como uma página em branco a ser preenchida. A nota, nesse sistema, simboliza erroneamente a qualidade do ensino. Sem falar nas provas, provas e mais provas.

A quem interessa manter esse modelo tradicional? Como poderia ser diferente? Já tem gente fazendo diferente? Onde? Como?

É aí que entra o nosso desafio mais ambicioso até hoje: viajar por seis países da América do Sul para conhecer pelo menos 12 projetos que fogem do modelo tradicional de ensino.

uM5LS9d.png

Clique aqui e invista nesse projeto.

O material será gravado, roteirizado e editado por integrantes do coletivo, para abastecer as páginas do Reconsidere nas redes sociais e gerar aquilo que mais interessa nesse momento: debate.

Discutir Educação de maneira profunda é pensar em uma guinada que nos leve a uma nova sociedade: mais crítica, mais criativa e com um senso de coletividade mais apurado.

Vamos ouvir principalmente os estudantes – é o ponto de vista deles que priorizaremos.

Em nossas experiências com práticas alternativas ao sistema tradicional, uma nos desperta interesse maior: a Pedagogia Libertária, que vê na educação uma ferramenta de transformação social. Trata-se de um modelo pautado na participação ativa de seus agentes (estudantes, professores, família e comunidade) e na construção coletiva do processo educativo – através de assembleias, conselhos, eleições, reuniões e associações. Tudo construído de forma horizontal, autônoma e solidária.
mgPnpKR.jpg

Em toda a América Latina, muitas escolas, projetos, comunidades e grupos de aprendizagem já existem num modelo completamente diferente do tradicional.

Com a sua ajuda, dois professores do nosso coletivo poderão conhecer, para documentar e divulgar projetos inovadores na Argentina, Colômbia, Chile, Peru, Equador, e, é claro, no próprio Brasil. Queremos saber que mundo esses projetos propõem, entender suas lutas, o que defendem, como caminham e o que enxergam sobre os objetivos de educar.

Exatamente por acreditarmos que mudanças só são autênticas se construídas por todos, optamos por uma campanha de financiamento coletivo.

Ao contrário de um financiamento tradicional, em que o poder de decisão às vezes fica nas mãos de um único colaborador, neste projeto qualquer pessoa que se interessar verdadeiramente pela causa pode doar e fazer acontecer.

Esse projeto não é só do Reconsidere, mas de todos que veem a mudança na Educação como fundamental.

JQZ8QZh.jpg

Colabore aqui.

O dinheiro colaborado por vocês será utilizado para a realização de toda a viagem: compra de equipamentos, custos de deslocamento e hospedagem pelos seis países que visitaremos na América do Sul.

Como forma de agradecimento, vamos oferecer recompensas a todos os colaboradores, de acordo com a doação feita por cada um.

Vale ressaltar que essa campanha se baseia no “tudo ou nada”: ou conseguimos arrecadar todo o valor necessário para tirar o projeto do papel ou não tocamos em um centavo sequer do que foi arrecado – e o valor doado volta para a sua conta bancária.

Dessa forma, você não corre o risco de investir em um projeto que só vai acontecer pela metade.

Se você veio até aqui é porque acreditou no projeto e quer vê-lo acontecer de verdade. Por isso, divulgue-o. Você é a chave do sucesso da nossa campanha.

Mostre para amigos e faça com que eles também sejam agentes dessa mudança. Cada compartilhamento faz toda a diferença.

Alguns dizem que devemos nos contentar com as ondas, já que é quase impossível transformar o mar. Mas já vimos o mar mudar. Sabemos que é demorado e que, eventualmente, grandes tempestades antecedem essas mudanças.

Vamos transformar?

 

Colabore aqui.